Você conhece o exame de Termografia?

Uso do celular pode causar de dor nas costas a síndrome do pânico – O Estado do Espírito Santo
3 de agosto de 2017
Memória e Dor crônica: O que as pesquisas nos dizem
13 de outubro de 2017

Você conhece o exame de Termografia?

O exame de Termografia por infravermelho é feito por meio da captação do calor emitido pelo corpo. A técnica permite identificar disfunções e reconhecer doenças antes que os primeiros sintomas apareçam, o que o torna um excelente aliado na detecção e prevenção de complicações, além de uma excelente solução diagnóstica para casos já crônicos.

O procedimento é indolor e não invasivo. Consiste em uma filmagem feita por uma câmera especial, que mapeia o corpo do paciente pela quantidade de calor emitida por cada região. Como a temperatura é um dos cinco sentidos vitais do ser humano – junto com o pulso, a pressão arterial, a frequência respiratória e a dor – qualquer alteração no equilíbrio térmico do corpo é um sinal de que algo não está bem, identificando a provável origem da dor. Por não emitir nenhum tipo de radioatividade e não oferecer risco ao paciente, ele pode ser aplicado em qualquer pessoa, inclusive gestantes e crianças, sem nenhuma contraindicação.

O grande benefício é que a Termografia documenta as regiões onde há algum tipo de desequilíbrio térmico, orientando profissionais da saúde nos tratamentos e acompanhamentos mais específicos para seus pacientes, direcionando entre patologias osteomusculares, vasculares, neurológicas e oncológicas.

 

O que a termografia pode identificar?

  • Diagnóstico de dores e inflamações — eficácia no diagnóstico da maioria de dores de coluna, do pescoço e das articulações, enxaquecas e outras síndromes de dor que não respondem a tratamento.
  • Detecção de doenças nos estágios iniciais — o exame pode avaliar e identificar disfunções na tireoide, artrites, problemas de ATM (articulação temporo-mandibular), inflamações nas artérias carótidas (precursores de coágulos e derrame), entre outros.
  • Fibromialgia — o exame identifica alterações neurovegetativas presentes nesta Síndrome dolorosa, auxiliando o diagnóstico clínico e documentando para fins periciais.
  • Detecção de risco de câncer de mama — a termografia está rapidamente se tornando um procedimento adjuvante na detecção do câncer de mama, junto com a ultrassonografia.
  • Avaliação Postural — sobrecargas biomecânicas mostram aumento de metabolismo e temperatura de grupos musculares específicos.
  • Dentre outros...

Como qualquer modalidade de exame, a termografia é utilizada junto com outras ferramentas diagnósticas. Dessa forma consegue ser assertivo e se torna uma bússola para o tratamento correto.

Dra. Bárbara Krohling Balestrero
Especialista em Termografia USP/ABRATERM

2 Comentários

  1. Olá bom dia meu filho tem um disturbio mental e tem coNvulsoes desde os sete anos agora ele esta com 26 anos e tem convulsões com frequência dormindo acordado as convulsões durante o sono sao leves mas durante o dia sao muito violentas ,ha 4 anos atrás ele tomou inseticida e comecou a vomitar tomava soro remedios pro estomago melhorava por uns dias agora ele vomita tudo que come ou bebe sem parar nos ultimos 2 meses ele emagreceu 20 kilos gostaria de saber se com este exame tem como diagnosticar o motivo tambem as convulsões ele precisa fazer muitos exames então basta este? Sou mae e me sinto impotente o sus e lento com ss marcacoes de exames nao tenho este didnheiro mas estou fazendo de tudo pra conseguir , obrigada otimo dia

  2. Euzileni disse:

    Boa tarde,
    Onde posso fazer este exame, quanto custa e se tem cobertura por planos de saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe com um amigo(a)








Enviar