Síndrome Miofascial: dor muscular que pode surgir por excessos

Aula sobre a Termografia e sua importância na área esportiva
25 de julho de 2018
Neuralgia do trigêmeo: a “pior dor do mundo”
19 de dezembro de 2019

Síndrome Miofascial: dor muscular que pode surgir por excessos

Movimentos repetitivos, pancadas, má postura e até excesso de exercícios podem desencadear a síndrome miofascial, que é uma dor muscula que se manifesta quando um ponto específico do corpo é pressionado. Esse ponto em particular é chamado de ponto gatilho, pequeno nódulo nos músculos que, quando apalpado, pode-se sentir um ressalto.

Essa dor está frequentemente associada à presença de um ou mais pontos dolorosos. O problema é a causa mais frequente de dor musculoesquelética que, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), representa o principal motivo da procura por atendimento médico pela população mundial.

Podendo ser regional (localizada) ou disseminada (caracterizada pela presença de dor difusa pelo corpo), a síndrome miofascial também pode estar associada a fenômenos motores, sensoriais e autonômicos.

O diagnóstico é clínico e os pontos-gatilhos são elementos centrais nesse processo, pois são definidos pela presença de um ponto doloroso após o médico apalpar manualmente sobre determinada área de músculo tenso. Por conta da dor, pode haver a contração muscular. Além disso, é possível perceber a diminuição da mobilidade local e fraqueza muscular (fenômenos motores), dormências e formigamento (sensoriais), vertigens, urgência urinária ou desconforto ao urinar (autonômicos).

Em relação aos tratamentos para o problema, diferentes recursos podem ser utilizados, como medicações, infiltrações nos pontos gatilho, fisioterapia, e, em casos de dor relacionada ao estresse emocional, cabe também a ajuda de um psicólogo. O diagnóstico precoce e o início rápido do tratamento especializado e multidisciplinar evita que o problema se torne crônico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe com um amigo(a)








Enviar