A fibromialgia pode e deve ser controlada!

A Fibromialgia pode e deve ser controlada!

 

A fibromialgia é uma síndrome caracterizada pelo quadro de dor crônica generalizada, com grande comprometimento da qualidade de vida dos acometidos.

Em muitos casos, está associada a fadiga generalizada, rigidez muscular, anormalidades do sono, exaustão e alterações do humor. Porém, é válido destacar que o sintoma principal da fibromialgia é de fato a dor generalizada! Confira a seguir outros sinais que podem ser indicativos da síndrome:

  • Formigamentos e adormecimentos das extremidades;
  • Sensação de inchaço nas mãos e pés;
  • Dor de cabeça crônica;
  • Intolerância ao frio;
  • Depressão;
 

O diagnóstico de fibromialgia não é feito por meio de exames laboratoriais ou de imagem. É totalmente clínico, exigindo a análise de critérios que costumam se apresentar como um padrão para a síndrome.

Inclusive, esse é um dos motivos de ser fundamental a abordagem interdisciplinar!

Apesar de ser um diagnóstico já bem estabelecido na medicina e considerado simples, podemos observar muita dificuldade de pacientes em realizá-lo. Por isso, é sempre bom destacar que, aqui na Relevium, contamos com profissionais treinados e capacitados para os diferentes tipos de dor.

Caso esteja com suspeita da síndrome fibromiálgica, agende conosco uma avaliação!

Para muitos a fibromialgia
é uma doença “invisível”

Apesar do avanço da medicina, a causa da fibromialgia segue sendo desconhecida, dificultando a prevenção. Porém, é fato que existem diversos gatilhos que podem ser responsáveis pelo aparecimento ou agravamento da dor em pacientes fibromiálgicos. Esses podem estar relacionados tanto com o bem-estar psicológico, quanto com o bem-estar físico.

Alguns podem ser evitados e/ou controlados, como os traumas físicos e emocionais , outros nem tanto, como a presença de doenças autoimunes que favorecem as crises, por exemplo, lúpus eritematoso sistêmico e a artrite reumatoide.

A fibromialgia não é frescura
e exige tratamento!

Ao contrário do saber popular, quem sofre com dores crônicas não necessariamente precisa ficar de repouso, pelo contrário, isso favorece mais ainda o quadro de dor do paciente. Por isso, a prática de exercícios físicos, orientada por profissional experiente, é de fundamental importância nessa etapa terapêutica.

Nesse mesmo sentido, a utilização de medicações específicas e direcionadas favorecem o não surgimento da condição dolorosa. Vale ressaltar, cuidar da saúde mental faz com que os seus pensamentos se direcionem na busca de uma saúde integral e ampla! Conheça a seguir alguns dos diferentes tratamentos existentes para a modulação da dor em pacientes fibromiálgicos:

Fisioterapia

imagem-de-ressonancia-magnetica

Magnetoterapia

Bloqueio Simpático Venoso

acupuntura

Acupuntura

Se a fibromialgia está afetando a sua qualidade de vida, agende uma avaliação para que juntos encontremos a melhor alternativa para o alívio da dor!

CONVÊNIOS ATENDIDOS

Dr. André Felix
Fundador e Diretor da Relevium

Anestesiologista com área de atuação em Dor

Medicina Intervencionista

Medicina Regenerativa

Dra. Mariana Suéte

Anestesiologista com área de atuação em Dor

Medicina Intervencionista

Acupuntura

Dr. André Felix
Fundador e Diretor da Relevium

Anestesiologista com área de atuação em Dor

Medicina Intervencionista

Medicina Regenerativa

Dra. Mariana Suéte

Anestesiologista com área de atuação em Dor

Medicina Intervencionista

Acupuntura

 

Nos acompanhe
nas redes sociais

Icone Youtube Icone Instagram Icone Instagram